Videografia

Água para a vida, não para o lucro.

Água para a vida, não para o lucro.

O projeto de lei a respeito do saneamento básico aprovado recentemente prevê a abertura da concessão do serviço de água e esgoto para empresas privadas. Está aberta a porta para a privatização da água. Há grandes interessados nisso, como Ambev, Nestlé e Coca Cola por exemplo, que apesar de terem privilégios no acesso à água de nosso país, querem mais, querem tudo. A distribuição da água regulada pela lógica da mercadoria, portanto do lucro, fará com que as tarifas aumentem, com que populações sejam desassistidas pois não serão lucrativas, com que empresas sejam ainda mais privilegiadas, e assim nos afastaremos ainda mais da noção básica do acesso à água como um direito fundamental. Não nos esqueçamos da “guerra da água da Bolívia” e, se necessário, tenhamos a coragem de nossos vizinhos para impedir que os interesses privados se sobreponham à vida da grande maioria. Lucrar sobre a água é condenar milhões à escassez. ____ O (se)cura humana tem uma trajetória de ações que expõem ao mesmo tempo nossa abundância de água limpa não utilizada pela cidade de São Paulo, o soterramento de seus rios e sua transformação em rios-esgotos, fatos que justamente deflagram o que a privatização das águas pode aprofundar. Nossa realidade em São Paulo é a exploração de represas distantes para abastecer a capital, ignorando a água abundante de dentro da cidade, de sua bacia hidrográfica, e ainda, uma política de coleta e tratamento de esgoto onde o serviço é cobrado mas não cumprido totalmente, deixando o mesmo correr por córregos e rios. Por uma administração pública dos nossos recursos hídricos, que atenda aos interesses da coletividade e não da lucratividade. (se)cura humana_Flavio Barollo e Wellington Tibério Música_Espelho D'Água da banda Lazarus parceiros e parceiras na viabilização das ações_Luiz Eduardo Moreira, Jefferson Rogério, Karen Menatti, Carlos Zimbher, Leo Tannous, André Arem, Fábia Karkin, Felipe Julian, Dan Scan, Gustavo Saulle, Alexandre Freitas, Rogério Tarifa, Fepa (Móbile na Metrópole), Gabi Leirias e Faetusa Tirzah (Jardinalidades), Coletividade da Travessa, Coletivo Ocupe & Abrace, Movimento Parque Augusta, Parque do Bixiga, Pompeia Sem Medo, Sesc e tantos outros amigos e amigas envolvidos. Imagens e edição de Flavio Barollo securahumana.com /securahumana@securahumana
Mergulho no Rio Tietê
Reel Piscina Regan no Deserto
Lago da Pompeia
Lago Móvel com Curumim (Sesc Vila Mariana)
Construção no poço na Travessa Roque Adóglio