top of page

Deserto SP



Após um protesto aquático, em um contexto de abundância de água na cidade de São Paulo, duas figuras com máscara de mergulho são lançadas num portal para o futuro, em 2053. E se a Amazônia fosse completamente destruída? Os rios voadores que carregam a umidade das árvores não existiriam mais. Não teria mais chuva. São Paulo, que está na mesma latitude de desertos ao redor do mundo, teria sua sorte alterada? (se)cura humana @securahumana securahumana.com apresenta





DESERTO SP


Um filme de Flavio Barollo e Wellington Tibério

Direção Flavio Barollo

Performance Flavio Barollo e Wellington Tibério

Argumento Flavio Barollo, Wellington Tibério e Caio Silva Ferraz

Roteiro Flavio Barollo e Wellington Tibério

Direção de fotografia Flavio Barollo

Câmera adicional Thais Carvalho (São Paulo), Carolina Delleva e Wellington Tibério (Atacama)

Drone Flavio Barollo

Montagem, cor, áudio, AI e finalização Estúdio @casadazica | Flavio Barollo Performance Parque Aquático Móvel (se)cura humana

Trilha Artlist: Rotem Cinamon - Saving a Rainforest Charlie Ryan - Desert Stray Lance Conrad - Desert of Ziggurat GHST MDRN - We Only Come Out at Night IamDayLight - Fire IT

Making of Cris Raséc e Thais Carvalho (São Paulo), Carolina Delleva (Atacama) Produção São Paulo Cris Raséc e Thais Carvalho

Produção Atacama Carolina Delleva

Produção executiva (se)cura humana

Agradecimentos: Pompeia Sem Medo, Bloco do Água Preta, Jeferson Rogério, Karen Menatti, Maíra Vaz Valente, Clarissa Knoll, Márcia Crespo, Phydia de Atayde, Chico Melo, Eduardo Mello, Carla Estefan, Vinícius Pereira e Zimbher.



35 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page